18 jan

Há 15 anos, Vasco vencia o São Caetano e se tornava tetracampeão brasileiro

No dia 30 de dezembro de 2000, o Vasco enfrentava o São Caetano, em São Januário, pela Copa João Havelange. O jogo ficou marcado pela queda do alambrado, que deixou cerca de 168 feridos, após uma briga entre torcedores. Com a impossibilidade de seguir com a partida, uma nova data foi definida. A decisão foi no dia 18 de janeiro de 2001, no Maracanã. No dia da tragédia, a cobertura da imprensa, especialmente da Globo, deixou Eurico Miranda insatisfeito. A entrada da equipe vascaína em campo, foi marcada por um logotipo estampado na camisa dos jogadores. Era a marca do Sistema Brasileiro de Televisão (SBT).

A equipe vascaína sagrou-se campeã, vencendo o São Caetano por 3 a 1, com gols de: Juninho Pernambucano, Jorginho Paulista e Romário.

FICHA TÉCNICA

Competição: Copa João Havelange 2000 (Final – Jogo de Volta).

Data: 18/01/2001 (quinta)
Hora: 16h

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Árbitro: Márcio Rezende de Freitas (MG), auxiliado por José Carlos da Silva Oliveira (RS) e Mílton Otaviano dos Santos (RN).

Público: 60.000 espectadores.
Renda: Não houve cobrança de ingresso.

Cartões Amarelos: Euller 42′ do 1º, Juninho 44′ do 1º e Romário 14′ do 2º (Vasco); Serginho 42′ do 1º, César 43′ do 1º, Gilmar 27′ do 2º e Claudecir 30′ do 2º (São Caetano).
Cartões Vermelhos: –

Gols: Juninho (passe de Romário) 28′ do 1º – Vasco 1 a 0.
Adãozinho 36′ do 1º – 1 a 1.
Jorginho Paulista (passe de Juninho Paulista) 39′ do 1º – Vasco 2 a 1.
Romário (passe de Juninho Paulista) 7′ do 2º – Vasco 3 a 1.

VASCO: Hélton; Clébson, Odvan, Júnior Baiano e Jorginho Paulista; Nasa, Jorginho (Henrique 18′ do 2º), Juninho (Paulo Miranda, intervalo) e Juninho Paulista (Pedrinho 42′ do 2º); Euller e Romário. Técnico: Joel Santana.

SÃO CAETANO: Silvio Luiz; Japinha (Gilmar 21′ do 2º), Daniel, Serginho e César; Claudecir, Adãozinho, Esquerdinha (Zinho 14′ do 2º) e Aílton (Leto 33′ do 2º); Wagner e Adhemar. Técnico: Jair Picerni.

Fonte: NETVASCO (ficha)

22 mar

Pós-jogo: Flamengo 2 x 1 Vasco – Campeonato Carioca 2015

No dia internacional da água, a chuva chegou com tudo e deu o que falar neste domingo. O gramado do Maracanã virou um rio e a partida teve que ser paralisada. Mas, antes dessa paralisação, o Vasco estava com mais postura, mais vontade e aos 12 minutos teve a sua primeira chance, que não obteve sucesso. Aos 17 minutos, após um erro de saída de bola de Martín Silva, Alecsandro aproveitou para abrir o placar.

Fonte: Twitter oficial do Club de Regatas Vasco da Gama

A partir daí, a chuva só foi aumentando e aos 22 minutos, a partida teve que ser paralisada e as equipes tiveram que esperar 45 minutos para saber se voltaria a ter jogo ou se seria cancelado. Antes dos times voltarem para o campo, Dagoberto sentiu e deu lugar a Bernardo. O jogo voltou aos 23 minutos com o gramado muito melhor e com o Vasco ainda superior. Aos 28, Bernardo cobrou escanteio e Gilberto, de cabeça, deixou tudo igual.

Logo no início da segunda etapa, Guiñazu cometeu erro bobo que acabou sendo resultado de um pênalti para o adversário. Alecsandro toma posição e, aos 7 minutos, coloca o Urubu na frente mais uma vez. A partir daí, a vontade que a equipe vascaína mostrou na primeira etapa simplesmente sumiu. A reação não aparecia. O time começou a ficar nervoso. As jogadas não davam certo. Vendo o time do Flamengo todo pra frente, Doriva tinha que fazer alguma. E fez, mas as peças reservas do Vasco são limitadíssimas e não foram suficientes para mudar o placar.

Aos 36, a confusão tomou conta do jogo. Bernardo sofre falta de Paulinho, o jogador vascaíno vai pra cima do adversário, Anderson Pico agride Bernardo e quando a confusão fica maior, Guiñazu se exalta e vai pra cima dos mulambos. Resultado: Bernardo, Guiñazu, Paulinho e Anderson Pico foram expulsos. Se a confusão não tivesse começado após a falta, apenas o Paulinho teria sido expulso. Mas hoje é domingo, dia de um GRANDE clássico, em um grande palco e seria estranho se não houvesse algum desentendimento dentro de campo.

Fonte: @EDMACIELDESA

Moral da história: Vasco perdeu por conta de dois erros individuais e bobos. E um mega detalhe: A arbitragem não interferiu em nada. Um detalhe até BEM impressionante, principalmente, quando se trata de um Flamengo x Vasco.

21 mar

Onde comprar ingressos para o clássico Flamengo x Vasco

O maior duelo do futebol carioca é amanhã. Flamengo e Vasco jogam pelo campeonato carioca no templo máximo do futebol, o Maraca. A torcida já entendeu o tamanho do duelo e após o fechamento das bilheterias ontem (20), dos 56.678 ingressos, mais de TRINTA E CINCO MIL  já haviam sido vendidos.

Mais ainda dá tempo de comprar o seu e LOTAR a torcida vascaína pra dar aquela moral pro Gigante da Colina. Os ingressos custam R$ 60 e R$ 100 para arquibancada e R$ 165 área vip – valores inteiros. Os preços são os mais altos do Campeonato Carioca. Veja como:

Valores por setor:
Norte (esgotado) /Sul: R$ 60
Leste Superior/Leste Inferior: R$ 100
Oeste Inferior: R$ 100
Maracanã Mais: R$ 165

Pontos de venda para compra antecipada:
Estádio São Januário – Bilheteria 5 – Rua General Almério de Moura, 131
Maracanã (Bilheteria 1) – Av. Maracanã, s/nº (sábado a venda no local será até 13h devido ao jogo Fluminense x Tigres do Brasil)
Engenhão – Bilheteria Oeste – Rua José dos Reis s/nº
Estádio Caio Martins – Rua Presidente Backer, s/n, Icaraí – Niterói
Cariocas FC – Shopping Nova América – Avenida Pastor Martin Luther King Jr, 126 – 1º piso
Méier – Espaço Rubro Negro – Rua Dias da Cruz, 255, Shopping Méier
Gávea – Sede do Flamengo – Avenida Borges de Medeiros, 997 (a partir desta sexta, das 10h às 17h)

Vendas no dia da partida:
Bilheteria 1 – venda mista – Flamengo e Vasco – 14h30 às 19h15
Bilheteria 3 – Retirada compra Internet – 14h30 às 19h15
Bilheteria 4 – venda geral – torcida Flamengo – 10h às 19h15
Bilheteria 3A (container Maracanã Mais) – Venda exclusiva Maracanã Mais – 14h30 às 19h15
Bilheteria 4A (container Mata Machado) – Atendimento sócio-torcedor Flamengo – 10h às 19h15

22 nov

Após empate no Maracanã, Vasco garante acesso à Série A do Brasileirão

De um lado, a esperança de voltar para a elite do campeonato e do outro, a esperança de continuar na Série B. Maracanã lotado, clima de decisão, apoio, tensão, nervosismo, vaias… Todos esses detalhes resumem a partida de hoje.

Depois de um ano vergonhoso, o torcedor só queria ver uma reação nesse jogo decisivo. Só que essa reação não veio. Com um primeiro tempo sendo até bem explorado pela equipe vascaína, o torcedor chegou a acreditar na vitória. Só  na primeira etapa, foram 12 finalizações contra duas do Icasa. Em uma delas, após cruzamento de Douglas, Kleber subiu para cabecear e abriu o placar. Era a hora da festa vascaína.

Como nada foi fácil para o torcedor vascaíno esse ano, quem iria garantir que hoje seria moleza? Ninguém. Na segunda etapa, o Vasco sumiu. Com um meio de campo lento, o Cruz-maltino acabou deixando o adversário crescer em campo. E foi assim que o empate veio. Com menos de dez minutos, Nilson acertou um belo chute e fez a torcida vascaína se calar. Por outro lado, fez os poucos torcedores do Icasa presentes sentirem um pouco de esperança.

Com a tensão e o nervosismo em alto nível, o Vasco até se fazia presente no ataque mas pecava no chute decisivo. O ritmo diminuiu, mas o desespero não. No último lance, após cabeçada muito perigosa, quase que o Icasa vira o placar. O jogo termina em 1 a 1, Icasa cai para a Série C, Vasco garante a vaga na Série A e a torcida não deixa o Maracanã sem vaiar. Além de gritar: “Time sem vergonha!”.

08 nov

Pós jogo Vasco 1 x 0 ABC – Campeonato Brasileiro Série B

O cenário foi o melhor possível, público fez o seu papel como nenhum outro, o personagem principal seguiu o script como era esperado. Sem deslizes, sem surpresas negativas e com direito  ao reencontro com a vitória. Na tarde do sábado (08) o Vasco venceu o ABC de Natal com a melhor atmosfera possível, no Maracanã. Antes do pós jogo, vale salientar que dos grandes do Rio de Janeiro, o Club de Regatas Vasco da Gama é o único que tem duas casas à sua altura de Gigante.

O Marketing do clube fez o seu papel, espalhou nas redes sociais o chamado, que não era o do Batman, mas que teve o mesmo efeito. Os súditos do Vasco enfrentaram longas filas para apoiar o Vasco contra o clube que o eliminou da Copa do Brasil. Após 7 meses sem jogos no Maracanã, o estádio viu o que já era acostumado a ver antes da reforma, a supremacia da torcida que não abandona o Vasco jamais, nem com uma campanha instável na série B.

O primeiro tempo foi tímido, as chances de marcar existiram mas não se concretizaram. A torcida começou a demostrar uma certa preocupação quando o final do tempo se aproximava. Quando o árbitro definiu mais 2 minutos de acréscimos, eis que o grande momento até então aconteceu. O pernambucano Diego Renan cruzou a bola para Carlos César que foi derrubado pelo goleiro do ABC. Pênalti para o Vasco e  expulsão do arqueiro rival. Douglas, o batedor de penalidades oficial, fez o que é de praxe fazer, mandou a bola para a rede. O Vasco seguiu para o intervalo com a vantagem de 1 gol.

O segundo tempo começou e junto com ele a vontade de ampliar o placar. Durante os últimos 45 minutos foi assim, a busca do gol veio com Thalles, Diego Renan, mas a bola não entrava. A torcida fez o seu papel, cantou, empurrou e nada do gol vascaíno.

49 mil pessoas presenciaram a conquista de mais 3 pontos na série B. O jogo terminou Vasco 1 x 0 ABC no Maracanã.

13 abr

Pós-jogo: Flamengo 1 x 1 Vasco – Campeonato Carioca 2014

O Vasco mostrou que foi superior ao Urubu, o jogo inteiro. Com 65.3% da posse de bola contra 34.7% do rival. Entrou em campo sem medo do adversário, foi pra cima e enfrentou um jogo difícil. Realizou uma partida digna de quem merece ser campeão. Mas o final não poderia ser diferente. Para não perder o costume, o Flamengo ganhou mais um título com gol ilegal. E aos que vão dizer que é choro de perdedor, só tenho a lamentar por vocês não sentirem vergonha.

Torcida do Vasco está de parabéns, pelo apoio. Time e torcida sintam-se campeões. Superior dentro e fora de campo.

                           

13 abr

PRÉ-JOGO FLAMENGO X VASCO – FINAL – CAMPEONATO CARIOCA 2014

O Vasco precisa da vitória para ser campeão do Campeonato Carioca 2014. O titulo de certa forma amenizaria o trauma que o torcedor cruzmaltino sofreu com o rebaixamento. O Gigante mostrou no primeiro jogo que é sim capaz de vencer o Flamengo, tudo depende de garra, entrega e força de vontade dentro dos gramados.

DATA, HORA E LOCAL:13/04 – 16:00 – Maracanã

PROVÁVEL ESCALAÇÃO VASCO: Martín Silva, André Rocha, Luan, Rodrigo e Diego Renan; Guiñazu, Pedro Ken e Douglas; Barbio (Bernardo ou Fellipe Bastos), Reginaldo e Edmílson. Técnico: Adilson Batista.

PROVÁVEL ESCALAÇÃO FLAMENGO: Felipe, Léo Moura, Wallace, Samir e André Santos; Amaral, Luiz Antonio, Márcio Araújo e Everton; Paulinho e Alecsandro. Técnico: Jayme de Almeida.

ARBITRAGEM: Marcelo de Lima Henrique
A1: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa
A2: Luiz Antônio Muniz de Oliveira
4º ÁRBITRO: Rodrigo Carvalhes de Miranda

TRANSMISSÃO: 
AO VIVO: 
TV Aberta: Bandeirantes (RJ, ES, DF, PE, BA, AL, RN, PB, SE, MA, PI, PA, AM, RO, RR, AP, AC e TO), Globo (RJ, ES, DF, PE, BA, AL, RN, PB, SE, MA, PI, PA, AM, RO, RR, AP, AC e TO)
Pay-per-view: Premiere FC (todo o Brasil), Premiere HD (todo o Brasil)
Exterior: Globo Internacional
REPRISES:
Exterior: PFC Internacional (14/04 – 12:00; 15/04 – 05:30; 15/04 – 12:15; 17/04 – 12:00; 18/04 – 08:30; 19/04 – 02:00)

 

 

Fonte: NETVASCO

06 abr

Pós-jogo: Vasco 1 x 1 Flamengo – Campeonato Carioca 2014

Edmilson e Samir Vasco x Flamengo (Foto: André Durão)

  Primeiro jogo da decisão, pouco mais de 26.000 torcedores presentes e árbitro pressionado. Na primeira etapa, o Vasco foi completamente superior ao Flamengo. Com o elenco encaixado, unido e focado o Gigante foi pra cima dos mulambos e não demorou para o abrir o placar. Aos 11 minutos após escanteio cobrado por Douglas, Rodrigo subiu e cabeceou para dentro da rede. E do outro lado do campo? Nada. Apenas, Martín Silva sendo um expectador. Só faltou pegar a pipoca e o refrigerante para acompanhar essa etapa inicial da decisão.

 Destaque do primeiro tempo: Torcida do Vasco.

Na segunda etapa, as coisas mudaram um pouco de rumo. O Flamengo, que estava recuado no primeiro tempo, voltou mais disposto. Mas, isso não impediu o Vasco de continuar pressionando. O foco da partida nesse momento, era a arbitragem, que foi muito pressionada pelas duas equipes e com isso, não exerceu bem o seu papel. Um exemplo: O segundo cartão dado para Everton Costa. O jogador, já tinha tomado uma chamada do técnico e do companheiro Guiñazu pela postura que estava tendo, mas o árbitro acabou se equivocando ao dar esse segundo cartão, que resultou na expulsão do jogador. Tudo por causa da pressão dos dois lados.

Depois da expulsão, o Flamengo aproveitou para ir pra cima e o Vasco ficou mais recuado. O Urubu tentou de tudo, mas não conseguiu passar por cima do Gigante, que estava com 10 jogadores em campo. O segundo jogo da decisão, acontece no próximo domingo, no Maracanã. Ao Vasco, só a vitória interessa.

Destaque do segundo tempo: Torcida do Vasco.

06 abr

PRÉ-JOGO VASCO X FLAMENGO – FINAL DO CAMPEONATO CARIOCA 2014

E neste domingo (06) começa a primeira batalha do Vasco em busca do título estadual. O jogo será contra o seu maior rival no templo da bola rolando no Brasil, o Estádio Maracanã recém reformado para os jogos da Copa. Até o final do sábado (05) pouco mais de 13 mil ingressos foram vendidos para o Clássico dos Milhões, um número muito baixo tendo em vista a grandeza das torcidas e o número de ingressos que foram disponibilizados, cerca de 57 mil. Com o time titular poupado no jogo da quarta-feira passada, valendo a Copa do Brasil, o esperado é que os titulares estejam descanados e com toda a disposição do mundo para enfrentar os urubus.

DATA, HORA E LOCAL: 06/04 – 16:00 – Maracanã

PROVÁVEL ESCALAÇÃO VASCO: Martin Silva, André Rocha, Luan, Rodrigo e Diego Renan (Marlon); Guiñazú (Aranda), Pedro Ken e Douglas; Everton Costa, Reginaldo e Edmilson. Técnico: Adilson Batista.

PROVÁVEL ESCALAÇÃO FLAMENGO: Felipe, Léo (Digão), Wallace, Samir e João Paulo; Amaral, Luiz Antonio, Márcio Araújo e Éverton; Paulinho e Alecsandro. Técnico: Jayme de Almeida.

ARBITRAGEM: Rodrigo Nunes de Sá

A1: Wagner de Almeida Santos

A2: Jackson Lourenço Massara dos Santos

4º ÁRBITRO: Carlos Eduardo Nunes Braga

TRANSMISSÃO:
AO VIVO: 
TV Aberta: Bandeirantes (RJ, ES, DF, PE, BA, AL, RN, PB, SE, MA, PI, PA, AM, RO, RR, AP, AC e TO), Globo (RJ, ES, DF, AL, RN, PB, SE, MA, PI, PA, AM, RO, RR, AP, AC e TO)
Pay-per-view: Premiere FC (todo o Brasil), Premiere HD (todo o Brasil)
Exterior: PFC Internacional
REPRISES:
TV Fechada: Sportv (06/04 – 19:30; 07/04 – 12:30; 08/04 – 01:00)
Pay-per-view: Premiere Clubes (07/04 – 00:00)
Exterior: Globo Internacional (06/04 – 18:30); PFC Internacional (07/04 – 10:15; 08/04 – 18:30; 09/04 – 02:00; 09/04 – 12:00; 10/04 – 10:15; 12/04 – 02:00; 13/04 – 13:45)

 

Fonte: Informações retiradas do site NETVASCO.

29 mar

Pré-jogo Fluminense x Vasco – Semifinal Carioca 2014

O segundo jogo da semifinal promete ser um daqueles de tirar o fôlego do torcedor. A primeira partida já foi uma amostra do que irá acontecer na tarde desde domingo (30) no Maracanã. A vantagem para a classificação infelizmente ficou com os tricolores, mas a pequena vantagem não quer dizer nada para quem tem força de vontade e sede de chegar à final.

O primeiro jogo deixou claro que o Vasco é capaz sim de bater o Fluminense, temos o artilheiro do Campeonato do nosso lado, temos goleiro, temos um bom meio de campo e temos a renovação do ataque com o jovem Thalles. É necessário apenas algumas mudanças nas laterais e contar com o embalo da torcida cruzmaltina, apoiando o Gigante até o fim dos 90 minutos.

Confira o nosso Pré-Jogo:

DATA, HORA E LOCAL: 30/03 – 16h – Maracanã

PROVÁVEL ESCALAÇÃO VASCO: Martín Silva, André Rocha, Rodrigo, Luan e Marlon; Guiñazú, Pedro Ken (Fellipe Bastos) e Douglas; Everton Costa, Edmilson e Reginaldo. Técnico: Adilson Batista.

PROVÁVEL ESCALAÇÃO FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Elivelton e Carlinhos; Valencia, Diguinho, Rafinha e Conca; Walter e Fred. Técnico: Renato Gaúcho.

ARBITRAGEM: Marcelo de Lima Henrique
A1: Luiz Cláudio Regazone
A2: Michael Correia
QUARTO ÁRBITRO: Leandro Newley Ferreira Belota

TRANSMISSÃO:
AO VIVO: 
TV Aberta: Bandeirantes (RJ, ES, DF, PE, BA, AL, RN, PB, SE, MA, PI, PA, AM, RO, RR, AP, AC e TO), Globo (RJ, ES, DF, AL, RN, PB, SE, MA, PI, PA, AM, RO, RR, AP, AC e TO)
Pay-per-view: Premiere FC (todo o Brasil), Premiere HD (todo o Brasil)
Exterior: PFC Internacional
REPRISES:
Pay-per-view: Premiere 24h (30/03 – 22:00)
Exterior: PFC Internacional (31/03 – 06:45; 01/04 – 16:00; 01/04 – 12:15; 02/04 – 10:15; 03/04 – 12:00; 05/04 – 11:00)

Fonte: Informações retiradas do site NETVASCO